Saltar para o conteúdo principal da página

Princípios de arquitetura 10. Reutilizar componentes comuns à Administração Pública

09.11.2022

Declaração

O que se pretende?

A arquitetura aplicacional é desenvolvida com recurso a componentes reutilizáveis e modulares que implementam os serviços.

Fundamentação

Quais os benefícios?

Os componentes reutilizáveis representam oportunidades de reduzir o tempo e o custo do desenvolvimento de TI.

Os componentes reutilizáveis alavancam investimentos na solução atual.

Os componentes modulares aumentam a capacidade dos sistemas de adaptar-se às necessidades de evolução, pois a mudança é isolada dos módulos afetados.

A AMA desenvolve e mantem os seguintes componentes/serviços que devem ser incorporados nas soluções de cada uma das entidades da Administração Pública no cumprimento de requisitos comuns:

  • Serviço de Autenticação - Serviço de Autenticação Aceder
  • Serviço de Autenticação e Autenticidade - Chave Móvel Digital e Assinatura Digital Aceder
  • Serviço de Certificação - Sistema de Certificação de Atributos Profissionais (SCAP) Aceder
  • Aplicação Id.gov Aceder
  • Serviço de Envio de SMS – iAP - Plataforma de Mensagens da AP (SMS) Aceder
  • Serviço de Pagamentos – iAP- Plataforma de Pagamentos da AP (PPAP) Aceder
  • Serviço de Integração – iAP – Plataforma de Integração (PI) Aceder
  • Serviço de Armazenamento e Partilha de Documentos Digitais - Bolsa de Documentos Aceder

Implicações

Quais os requisitos?

A arquitetura estabelece padrões e orientações para a utilização e desenvolvimento de componentes do sistema.

A robustez da arquitetura empresarial da Administração Pública é fundamental para a qualidade dos serviços públicos digitais e todo este trabalho deve ser norteado por princípios claro e inequívocos.

Ver todos os princípios