Saltar para o conteúdo principal da página

Serviços públicos digitais

Todo e qualquer momento de relação entre o Estado, os cidadãos, as empresas e as entidades da sociedade civil, que tenham como intervenientes uma ou mais entidades públicas da Administração Pública.
19.07.2022

Um Estado do futuro

O presente mostrou-nos que a capacidade de mudança e a transformação digital são essenciais à boa relação do Estado com o Cidadão. O futuro, é um caminho em permanente evolução, que é coletivo e se percorre pelo desafio humilde de colocar as pessoas, com todas as suas preocupações, necessidades, mas também ideias e desejos, no centro dos serviços públicos.

Definição

O que é um serviço público digital?

Antes de começar a explorar o Mosaico, é fundamental conhecer a visão de futuro para os serviços públicos digitais que está na sua base. Hoje, o serviço já não se caracteriza pelo local (físico ou digital) onde é prestado, mas sim, pelo valor que traz ao cidadão sobre qualquer necessidade do seu quotidiano, quer seja pessoal ou profissional. 

O Mosaico, consciente dos desafios do presente, mas de olhos postos no futuro, assume um serviço público digital como toda e qualquer relação entre os cidadãos, as empresas e entidades da sociedade civil com o Estado que tenham como intervenientes uma ou mais entidades da Administração Pública e que pretenda endereçar os direitos, as obrigações, e/ou as necessidades derivadas de um determinado evento de vida, em que a interação é suportada por canais digitais.

É essencial que, independentemente do momento, canal ou entidade responsável, estes serviços públicos digitais sejam construídos e evoluídos segundo um modelo comum transversal a todas as entidades públicas, garantindo uma experiência singular na relação do cidadão com o Estado, as empresas e as entidades da sociedade civil.

A definição de serviço público digital não é estanque e está em constante evolução conforme o contexto e desafios do quotidiano. A principal preocupação é, e deverá sempre ser, colocar o cidadão no centro de todas as coisas, utilizando os canais de relação que melhor respondam às necessidades dos utilizadores.

A quem se destina?

Cidadãos, empresas, entidades da sociedade civil e trabalhadores da Administração Pública.

Porque são necessários?

Para endereçar os direitos, as obrigações, e/ou as necessidades derivadas de um determinado "evento de vida" dos cidadãos, empresas e entidades da sociedade civil.

Como construir e evoluir?

Através da aplicação de um modelo comum de desenho e desenvolvimento, transversal a todas as entidades públicas da Administração Pública.

Agora que conhece a nossa ambição, vamos descobrir de que forma esta ferramenta pode contribuir para a criação e evolução dos serviços públicos digitais do futuro, centrados nos cidadãos e empresas.

Conhecer o Mosaico