Saltar para o conteúdo principal da página

Princípios de arquitetura 11. As aplicações não dependem da tecnologia

09.11.2022

Declaração

O que se pretende?

As aplicações não dependem de opções tecnológicas específicas e, portanto, podem funcionar em diferentes plataformas tecnológicas.

Fundamentação

Quais os benefícios?

A independência das aplicações em relação à tecnologia subjacente permite que sejam desenvolvidos, adaptados e operados na melhor relação custo/benefício.

Caso contrário, a tecnologia, que está sujeita a contínua obsolescência e dependência de fornecedores, torna-se a motivação da mudança, em vez dos requisitos dos seus utilizadores.

O propósito deste princípio é garantir que o software não dependa de um sistema operacional específico ou hardware em particular.

Implicações

Quais os requisitos?

Devem ser desenvolvidas as Interfaces de programação de aplicações (APIs) para permitir a interoperabilidade entre as soluções denominadas de “Legacy” com as soluções desenvolvidas com base na arquitetura empresarial. 

A robustez da arquitetura empresarial da Administração Pública é fundamental para a qualidade dos serviços públicos digitais e todo este trabalho deve ser norteado por princípios claro e inequívocos.

Ver todos os princípios