Saltar para o conteúdo principal da página

Princípios de arquitetura 9. Aplicações fáceis de usar e acessíveis

09.11.2022

Declaração

O que se pretende?

As aplicações devem ser fáceis de usar. A tecnologia utilizada é transparente para os utilizadores, portanto, permite que eles se concentrem nas suas tarefas em vez de preocupar-se com problemas do sistema.

Fundamentação

Quais os benefícios?

Quanto mais os utilizadores precisarem entender a tecnologia usada, menos produtivos eles serão.

A facilidade de utilização é um reforço positivo para usar as aplicações. Este conceito encoraja os utilizadores a trabalhar dentro do ambiente de soluções integradas, em vez de desenvolver soluções alternativas para realizar as suas tarefas.

O conhecimento necessário para utilizar um sistema é similar à de outros sistemas. A formação necessária é mínima, e o risco de mau uso é baixo. Em suma, o uso de um sistema deve ser tão intuitivo como quando conduzir um carro de uma outra marca.

Implicações

Quais os requisitos?

  • As aplicações devem possuir uma experiência de utilização comum, coerente e consistente, através da aplicação de um Design System comum à AP;
  • No portal Link on Apple Usabilidade.gov.pt, pode encontrar uma lista de verificação rápida se um sistema cumpre ou não as regras de usabilidade;
  • O desenho da experiência de utilização deve seguir a orientação Mobile-First. Os dispositivos móveis deverão ser suporte de um canal obrigatório para a disponibilização dos serviços públicos.

A robustez da arquitetura empresarial da Administração Pública é fundamental para a qualidade dos serviços públicos digitais e todo este trabalho deve ser norteado por princípios claro e inequívocos.

Ver todos os princípios