Saltar para o conteúdo principal da página

1. Compreenda os utilizadores e as suas necessidades Princípio

Atualização26.10.2023

Definição

O que quer dizer este princípio?

Os serviços públicos digitais têm como principal público-alvo o cidadão, empresas e outras entidades da sociedade civil que, naturalmente, têm necessidades e objetivos diferentes. Logo, é essencial focar na compreensão profunda dos utilizadores e das suas necessidades, em vez de focar na solução, para desenvolver um serviço mais objetivo e cujo valor seja percecionado pelos mesmos.

A aplicação deste princípio pressupõe o entendimento de todo o ciclo de vida e ecossistema associado à necessidade do utilizador, mesmo nas componentes que saem da esfera da Administração Pública. 

Benefícios

Porque é que é importante?

  • Melhora o entendimento e conhecimento sobre o utilizador e o modo como este interage ou pretende interagir com o serviço público digital a disponibilizar;
  • Permite identificar quais os fatores de sucesso para uma boa experiência - resposta às necessidades dos utilizadores;
  • Contribui para um melhor planeamento da implementação dos serviços, evitando, em alguns casos, eventuais alterações estruturais.

Legislação e regulamentos

O que é obrigatório cumprir?

Boas práticas

O que seria interessante fazer?

Planear a abordagem para desenvolver o serviço

Planear cuidadosamente a abordagem, tendo em consideração alguns destes pontos (não exaustivo):
         - Definir objetivos concretos;
         - Identificar fontes de informação;
         - Identificar meios de coleta e pesquisa.

Realizar dinâmicas para as personas/grupos de utilizadores

Realizar dinâmicas para as personas/ grupos de utilizadores, para criar empatia e identificar as necessidades e expectativas relativamente ao serviço público digital, através do(s) seguinte(s) molde(s): (i) Focus groups; (ii) Workshops de design thinking; (iii) Observação da experiência de utilização; (iv) Surveys; (v) Entrevistas; (vi) Desk research; outros.

Criar mapas de empatia e desenhar um mapa da jornada do utilizador

Criar mapas de empatia e desenhar um mapa da jornada do utilizador, tendo em conta as diferentes necessidades de acessibilidade, para documentar toda a informação recolhida. A documentação da informação e necessidades revelar-se-á bastante útil durante a implementação do serviço público digital.

Priorizar necessidades e expectativas dos utilizadores

Priorizar as necessidades de alto nível e as expectativas dos utilizadores, de modo a organizar e direcionar o trabalho de implementação do serviço público digital.